A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Sala de Imprensa
De olho na Copa do Brasil, atletas da canoagem retomam treinos
Tamanho da letra
02/04/2013

Atletas da canoagem fizeram na manhã desta terça-feira (2) o primeiro treino no Canal Itaipu, na usina hidrelétrica de Itaipu, após cinco meses de prática apenas em água parada. Os atletas terão pela frente uma preparação intensa para tirar o atraso e fazer bonito na Seletiva Nacional e 1ª Etapa da Copa do Brasil de Canoagem Slalom, que será realizada em Cerquilho (SP), nos dias 26 a 28 de abril.


    
Para o técnico Ettore Ivaldi, retomar os treinos nas corredeiras era fundamental. Apesar do pouco tempo até a Copa, ele está confiante. “O clima está ajudando, já que não faz mais tanto calor. E Cerquilho é um circuito relativamente fácil. Agora, nosso planejamento é de mais longo prazo, visando o Mundial Sub-23 em 2015 e a Olimpíada em 2016. Por isso, o importante é não parar mais”, afirmou.
    
O superintendente da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), Argos Rodrigues, também comemorou a reabertura do Canal. Segundo ele, a expectativa é que as modificações feitas pela Itaipu na tomada d'água, junto ao reservatório, permitam treinar de forma ininterrupta. Após dois meses de obras, a Itaipu modificou a forma como o Canal é alimentado, permitindo a transposição de peixes e práticas desportivas mesmo em períodos de estiagem.
 
Para Pedro Henrique Gonçalves, o Pepê, canoísta de 19 anos da categoria K1 e uma das promessas da Seleção Brasileira, treinar de forma ininterrupta é uma das condições essenciais para se obter medalha. “No inverno, quando os rios congelam na Europa, os canoístas de lá vão para a Austrália para não perder o ritmo”, lembrou. “Treinando na água parada, você consegue manter a parte física, mas agora temos que recuperar o tempo perdido na parte técnica”, completou.
     
Os gêmeos Wallan e Weltton de Carvalho, de 15 anos e competidores na categoria K2 também convocados para a Seleção Brasileira, garantem que estavam ansiosos para retomar as remadas no Canal Itaipu. Treinando de segunda a sexta-feira, pela manhã e à tarde, eles agora têm a expectativa de não parar mais pelo menos até o Campeonato Mundial Sub-23, em 2015. “O que a gente quer mesmo é aproveitar o Canal o ano inteiro”, disse Wallan.

Inaugurado em 2002, o Canal Itaipu é uma das melhores pistas de canoagem do mundo. Ali, a Itaipu desenvolve, em parceria com a CBCa, o projeto Meninos do Lago, com objetivo de promover a inclusão social e a formação de cidadãos por meio da prática esportiva.

Em 2012, o Canal Itaipu foi sede do Pan-Americano de Canoagem Slalom, que definiu as últimas vagas do continente americano para as Olimpíadas de Londres. A pista de Itaipu, nos últimos anos, também sediou outros torneios importantes, como brasileiros e mundiais de canoagem.

O canal de competições é alimentado pelo mesmo sistema do Canal da Piracema, que tem 10 quilômetros de extensão e permite aos peixes do Rio Paraná vencerem o desnível de 120 metros entre as águas abaixo e acima da barragem da Itaipu.