A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Macrófitas aquáticas
Tamanho da letra

Uma ação da Itaipu destinada ao estudo das plantas aquáticas monitora 80 pontos do reservatório, de modo a acompanhar a colonização do ecossistema lacustre formado pelo lago.

A metodologia consiste em classificar os diferentes pontos, que são pequenos nichos ecológicos de plantas flutuantes e subaquáticas, em níveis de infestação.Os níveis variam de zero, ou seja, sem plantas aquáticas, até cinco, um nicho totalmente coberto por macrófitas aquáticas.

Além disso, os estudos buscam quantificar uma provável incidência das plantas aquáticas na geração hidrelétrica.

Já foram identificadas 64 espécies no reservatório, sendo quatro as mais freqüentes: Egeria najas, Eicchornia azurea, Cyperus sp. e Salvinia nutans.

"64 espécies de plantas aquáticas já foram identificadas no reservatório"
Conteúdo Relacionado
Não existem arquivos disponíveis.