Líder mundial na geração de energia limpa e renovável

Ecomuseu
Tamanho da letra
O Ecomuseu da Itaipu é o espaço onde é possível conhecer o patrimônio cultural, a memória e a história da região onde a usina foi implantada.
 

Foto: Alexandre Marchetti | Itaipu Binacional
 
Ele está localizado próximo à entrada da margem brasileira da usina e funciona como um centro interpretativo do território, da comunidade e da própria Itaipu. Ali, são apresentadas exposições de longa duração, que contam a história da região e da construção da usina, e temporárias, com temáticas diversas. 
 
Nesse local, são preservados mais de 40 mil itens que compõem coleções de zoologia, geologia, botânica, arqueologia, etnografia e história, patrimônios culturais representativos da história da região e do País.
 
Visita Virtual
 
O Ecomuseu está passando por reformas e por isso encontra-se fechado. Uma exposição com conteúdos atualizados e nova expografia está sendo construída. Por enquanto, é possível conhecer um pouco do museu por meio de um tour virtual que pode ser acessado clicando na imagem abaixo. Parte do acervo também pode ser visto no Centro de Recepção de Visitantes da Margem Esquerda, ou em exibições itinerantes, espetáculos, oficinas e ações educativas nos municípios da região.
 
 
O novo Ecomuseu
 
Com a reforma, o Ecomuseu reforçará seu papel de espaço educativo, fundamental para a região, comunicando as ações desenvolvidas pela Itaipu para um público diverso de todo o País e fora dele.
 
O prédio histórico “Itaipu Território” e os novos prédios “Polo Astronômico” e “Itaipu Energia” conformarão um Centro Interpretativo do Território, que servirá para a difusão de conhecimentos sobre o papel da Itaipu na produção de energia limpa e renovável, e na promoção do desenvolvimento sustentável. Além da história da região e da empresa, também abordará temáticas como: Segurança de Barragens; Mobilidade Elétrica; Eficiência Energética; Matriz Energética, entre outras. 
 
História
 

O Ecomuseu foi criado como medida mitigadora do impacto da criação da usina, dentro do Plano Básico de Conservação do Meio Ambiente de Itaipu (1975), que já previa uma série de estudos, pesquisas e inventários, além da realização de projetos na área de influência do reservatório. É a primeira iniciativa da América Latina desse gênero, compreendendo o território de atuação da Itaipu como espaço museológico. 


Foto: Alexandre Marchetti | Itaipu Binacional
 
Assim, o Ecomuseu desenvolve ações que visam a preservar, pesquisar e comunicar, bem como fomentar o desenvolvimento cultural de forma sustentável. Além do Núcleo Central Básico junto à Itaipu, ele possui “antenas”, compostas por outros museus, escolas, universidades, refúgios biológicos, entre outros, que atuam como estações de observação e apoio às atividades desenvolvidas. A estrutura conecta municípios, pessoas, comunidades e participa de forma ativa do desenvolvimento educativo e cultural de toda a região. 
 
Desde sua criação, foram desenvolvidas atividades como: Feiras de Ciências; ações e atividades culturais e educacionais no território; atividades em datas comemorativas; feiras de cultura e criatividade; formação de professores; encontros e simpósios; formações continuadas; ações de difusão cultural (Natal no Ecomuseu, Carnaval Ecológico, Férias no Ecomuseu, Museu em Ação, Correnteza Cultural); e pesquisas e mapeamentos culturais, como o projeto “Olho da Terra”, que traçou um panorama da produção artística da região.
"Ecomuseu da Itaipu desenvolve atividades inovadoras de educação ambiental"
Conteúdo Relacionado
Não existem arquivos disponíveis.