A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Turismo
Capacitação de guias de turismo financiada por Itaipu com bolsa mensal começa no dia 20
Tamanho da letra
14/10/2020

Já está tudo pronto para o início da capacitação dos guias de turismo de Foz do Iguaçu (PR). O curso financiado pela Itaipu Binacional começa no dia 20 de outubro. O edital foi lançado no dia 6 e, em menos de uma semana, o processo foi finalizado. Do total de 184 inscrições, 135 foram habilitadas. As vagas remanescentes serão preenchidas após nova seleção e validação.


Foto: Kiko Sierich.

Além do treinamento, os guias receberão bolsa de estudo por três meses (outubro, novembro e dezembro), no valor de R$ 450, num total de R$ 1.350 por profissional. O recurso repassado pela Itaipu para a ação é de R$ 202,5 mil. A categoria foi bastante prejudicada pela pandemia da covid-19, mas aos poucos os turistas estão voltando à cidade. Um dos incentivos é dado pela Campanha Vem para Foz, de Itaipu e parceiros.

A iniciativa promovida pela usina de Itaipu, por meio de convênio com o Instituto Polo Internacional Iguassu, conta com apoio do Sebrae. “Com essa capacitação, os guias vão poder melhorar o portfólio para atender da melhor maneira a nossa gente que está fazendo turismo, cansada de ficar em casa”, diz o coronel Aureo Ferreira, assessor especial do diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna.

Foram selecionados os inscritos que atenderam aos requisitos do edital, verificados a partir de consulta ao registro de Guias do Cadastur, Parque Nacional do Iguaçu e Portal da Transparência do governo federal. Para estar apto ao curso, era necessário ter inscrição no Cadastur e ter trabalhado como guia de turismo no ano de 2020. Além disso, não poderia ter vínculo empregatício ou estar recebendo seguro-desemprego, auxílio emergencial previsto na Lei 13.982/20 e nem receber benefício previdenciário ou assistencial, com exceção do Bolsa Família.

Aulas

A capacitação terá duração de três meses, com aulas às terças e quintas-feiras. Cada aula terá duração de duas horas (das 18h30 às 20h30). A bolsa de estudos é vinculada à frequência de pelo menos 75% no curso, com a entrega de dois trabalhos ao final da capacitação.

Qualificação

Os guias vão aprender sobre novas formas de apresentar os atrativos turísticos de Foz do Iguaçu e serão qualificados para a melhoria do atendimento e satisfação dos visitantes.

Os profissionais também vão aprender a trabalhar com rotas alternativas dentro do Parque Nacional do Iguaçu (PNI): as trilhas San Martin e a Trilha da Bananeira, e de outras já existentes.

Após o período da pandemia, a categoria poderá oferecer aos visitantes este novo circuito, com as novas trilhas. O Instituto Chico Mendes da Conservação da Biodiversidade (ICMBio), entidade que administra o PNI, apoia a iniciativa e espera com isso estimular a visitação da população no parque e, consequentemente, aumentar a demanda por esse serviço.

O Polo Iguassu foi escolhido para administrar o convênio por ser uma entidade sem fins lucrativos, que atua há 24 anos no apoio às iniciativas, instituições e movimentos orientados para a integração, estruturação e desenvolvimento da Região Trinacional do lguaçu (Brasil, Paraguai e Argentina) e do Mercosul.

Parte da capacitação será feita em parceria com o ICMBio e entidades como o Sebrae e o Conselho Municipal de Turismo (Comtur).