A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Meio Ambiente
Itaipu reforça compromisso com a Agenda 2030 e destaca parceria com a Undesa
Tamanho da letra
21/03/2018
O diretor-geral paraguaio de Itaipu, James Spalding, reforçou nessa terça-feira (20), dentro da programação do 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília, o compromisso da empresa na promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e as metas da Agenda 2030. Como exemplo, citou a parceria firmada no início do mês, em Nova York, com o Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da Organização das Nações Unidas (Undesa).
 
“Se queremos, como países, cumprir as metas ambiciosas da Agenda 2030 e erradicar a pobreza extrema, precisamos criar empregos. Para criar empregos, necessitamos de energia. Para criar energia, é preciso ter água limpa e renovável. Neste sentido, a água é uma força da natureza que nos permite alcançar os nossos objetivos”, afirmou o diretor-geral.
 
Spalding falou durante o painel “Segurança Hídrica e Agenda 2030 para Desenvolvimento Sustentável”, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Também participaram Ivan Vera, representante da Undesa; Richard Taylor, CEO da Associação Internacional de Hidroenergia (IHA, em inglês); e Manuel Menendez, representante do Ministério da Agricultura, Pesca, Alimentos e Meio Ambiente da Espanha. A mesa foi coordenada pelo representante do Pacific Institute, Peter Schulte.
 
“Estamos convencidos de que Itaipu pode contribuir com a Agenda 2030 e por isso trabalhamos em cada um dos ODS e não apenas os compromissos de número 6 (água) e 7 (energia). Porque todos os objetivos estão conectados”, completou o diretor-geral paraguaio, que elogiou a decisão da diretoria brasileira de ampliar o número de municípios da região Oeste do Paraná beneficiados com os projetos de Itaipu.
 
A interconexão dos ODS também foi destacada por outros integrantes da mesa. Ivan Vera lembrou que é impossível alcançar o compromisso de número 3 (saúde e bem-estar), por exemplo, se o cidadão não tiver acesso à água e energia – como acontece em muitas comunidades isoladas.
 
“A pobreza (ODS número 1) poderia ser erradicada se esses fatores fossem levados em consideração. Muitas pessoas estão morrendo por falta de água limpa e energia. Muitas não têm saneamento básico”, pontuou Vera.
 
“Água produz energia [nas usinas hidrelétricas] e energia também produz água”, completou Manuel Menendez, citando o exemplo da Espanha e de outros países de produzir água para consumo por meio da dessalinização. “A água é importantíssima para todos os processos.”
 
Undesa
 
A parceria “Soluções Sustentáveis em Água e Energia” foi assinada no último dia 7, entre Itaipu e Undesa, e tem o objetivo de promover os ODS de forma coordenada no Brasil e no Paraguai. A ideia, no futuro, é tornar a iniciativa uma rede global para tratar de temas relacionados ao nexo água-energia.
 
O diretor de Coordenação de Itaipu, Newton Kaminski, antecipou que já estão sendo agendas reuniões de trabalho nos dois países, para tratar do assunto, além da elaboração de relatórios sobre como Itaipu contribui para os ODS. “Depois vamos buscar parceiros para engajá-los nessa linha de ação. Isso vai ser construído a partir de agora, como desdobramento da assinatura do convênio”, comentou. O convênio tem duração prevista de quatro anos.