A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Menu Superior Responsabilidade

Análises Espaciais
Tamanho da letra

As análises espacias correspondem ao conjunto de técnicas e métodos de análises de fenômenos e eventos que podem ser mapeados, padronizados e identificadas tendências de evolução no espaço. Um exemplo é o levantamento de volumes.

Levantamento de Volumes

Nas obras de infraestrutura é necessário preparar o terreno destinado à sua implantação.

Essa preparação inclui adequar o solo ao tipo de estrutura a ser colocada, o que pode incluir nivelamento, substituição, deposição e compactação do solo. O termo que resume a movimentação do solo em quantidade é a terraplanagem, que é resumida em corte (retirada de material) e aterro (deposição do material).

A Itaipu realiza o levantamento de volumes de movimentação de terra por meio de levantamento topográfico e análise da diferença, em volume, de superfícies em diferentes tempos. Para a sua comparação é necessário que os levantamentos a serem comparados estejam em um mesmo sistema de referência planimétrico e altimétrico e mesma projeção e/ou representação.

O levantamento de volume movimentado na obra da ciclovia da Vila A foi realizado com a Scanstation P50. Esse equipamento permite uma grande densificação dos dados, com mais precisão na definição das superfícies.

O levantamento do acesso do FPTI foi realizado com a utilização de levantamento topográfico convencional, com pontos irradiados a partir de uma poligonal topográfica, a fim de densificar as medições na superfície de interesse, permitindo a reconstituição digital da área da obra.

O cálculo de volume de movimentação de solos é realizado por meio da comparação de uma superfície previamente levantada (denominada primitivo) e da superfície de medição.
    
Análise espaço-temporal

A análise espaço-temporal acrescenta a variável tempo na investigação espacial. Para esse tipo de análise é necessário sejam analisados alguns itens, entre os quais:

  • Sistema de referencia planimétrico;
  • Projeção cartográfica, suas propriedades e deformações;
  • Sistema de referência altimétrico;
  • Resolução dos dados.

No caso em tela, foi realizada a comparação de dois levantamentos hidrográficos, um do ano de 2018 e outro da década de 70, durante a construção da usina de Itaipu. Foi possível verificar, no primeiro levantamento, a presença de dois diques que foram construídos para sustentar o dique principal, que aparece no levantamento de 2018. Através de perfis longitudinais comparativos é possível fazer análises de deposição de materiais e dinâmica de sedimentos pelas áreas responsáveis.
 

"A Itaipu realiza o levantamento de volumes de movimentação de terra por meio de levantamento topográfico e análise da diferença, em volume, de superfícies em diferentes tempos".
Conteúdo Relacionado
Não existem arquivos disponíveis.