A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Atualização tecnológica da usina
Tamanho da letra
Após 35 anos de operação, a Itaipu segue batendo recordes mundiais de produção de energia. Seus 14 GW são de fundamental importância para o Brasil e o Paraguai.
 
Os índices de disponibilidade continuam em patamares elevados, o que atesta a alta qualidade dos equipamentos e componentes. O trabalho planejado, minucioso e preventivo das equipes de manutenção, operação, engenharia e obras sustentam estes índices, e configuram como um dos pilares principais do desempenho da planta.
 
Ao longo dessas quase quatro décadas, a usina adotou várias evoluções tecnológicas, incorporando digitalizações pontuais ou de camada, substituindo sistemas, equipamentos e componentes, buscando sempre a excelência e melhores práticas.
 
Porém, os padrões mundiais de ciclo de vida de equipamentos e componentes – tais como equipamentos digitais, eletrônicos, elétricos, cabeamentos e demais dispositivos da usina – demandam a realização de uma modernização estruturada nesses subsistemas. Além da obsolescência, a passagem do tempo e dos ciclos tecnológicos impactam também na gestão das competências profissionais.
 
Tendo em conta esses fatores, a Itaipu está desenvolvendo a Atualização Tecnológica da Usina e de suas Subestações, compreendendo nesse processo a avaliação e substituição sistêmica de equipamentos e sistemas de supervisão, controle, proteção, monitoramento, medição e suas respectivas interfaces com os processos de geração, subestações, vertedouro, os equipamentos auxiliares da barragem e da casa de força. Já os equipamentos pesados como turbinas e geradores possuem um ciclo de vida mais longo e não são objetos dessa atualização.
 
A complexidade do projeto está principalmente no fato de atualizar uma usina de grande porte, em operação, e ao mesmo tempo assegurar níveis adequados de produção de energia, uma vez que a Itaipu atende a 15% do consumo brasileiro de energia elétrica e 90% do paraguaio. É um cenário bastante diferente de projetar e construir uma usina nova.

Por isso, Itaipu definiu um planejamento estratégico para a execução dessa atualização, que considera a longa duração, diversas frentes de execução e diversas atividades a serem executadas e, principalmente, consolidadas.
 
Etapas
 
Os estudos iniciaram em 2006, com a definição de diretrizes e critérios, análise de estado de equipamentos e versão básica do Plano de Atualização Tecnológica.
 
Em meados de 2013, teve início o desenvolvimento do planejamento estratégico da atualização, em que foram estabelecidas as atividades a serem desenvolvidas ao longo do projeto, como a realização de estudos, as metodologias a serem empregadas, as premissas e definições prévias, e que foram evoluindo ao longo do planejamento.
 
Entre 2016 e 2018, foi executado o Projeto Básico da Atualização Tecnológica que consolidou estudos, diretrizes e as especificações técnicas para a licitação do processo. Ao longo dessa fase, foram executados dois workshops com todos os interessados de ambos os países, esclarecendo sobre características do projeto e recebendo sugestões para serem analisadas pelas equipes da Itaipu.
 
No segundo semestre de 2018, foi realizada a primeira etapa da Atualização Tecnológica, a pré-qualificação dos interessados na execução do projeto, classificando assim empresas ou consórcios brasileiros e paraguaios que devem concorrer ao processo licitatório, com abertura prevista para 2019.
 
Conteúdo Relacionado
Não existem arquivos disponíveis.