A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Saneamento da Região
Tamanho da letra

Os resultados decorrentes da recuperação dos passivos ambientais nas microbacias hidrográficas ficariam comprometidos se não houvesse uma ação efetiva em relação ao tratamento dos efluentes líquidos e sólidos urbanos: os esgotos humanos e lixões.


Vista aérea das áreas internas da usina. Foto: Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional.

Neste sentido, o programa Saneamento na Região foi concebido para formular e implementar procedimentos e mecanismos de gerenciamento do saneamento no âmbito empresarial da Itaipu Binacional e preparar modelos e estratégias possíveis de serem incorporadas pelas administrações municipais da área de influência da usina.

Mitigar a insalubridade e a contaminação ambiental na região, por si só, justifica a criação de um programa dessa natureza. A estratégia implementada foi a de, prioritariamente, adotar uma solução ambientalmente correta para problemas constatados na usina. Com a solução dos problemas internos, a estratégia passou a ser avançar para a área da Bacia Hidrográfica do Paraná - Parte 3 (BP3), compartilhando as experiências e incentivando iniciativas.

Para a solução dos problemas internos da usina foram estabelecidas as seguintes metas:

  • Destinar adequadamente os resíduos gerados nas áreas de produção, manutenção e administração da Itaipu, reduzindo, reaproveitando e reciclando os resíduos;
  • Recuperar a área de preservação permanente do Córrego Brasília;
  • Dotar a Itaipu de infraestrutura de saneamento ambiental adequado com as redes e estações de tratamento de esgoto; e
  • Melhorar o saneamento básico das áreas da Central Hidrelétrica, Centro Executivo, Ecomuseu, Centro de Recepção de Visitantes e outras dependências da Itaipu, com a conseqüente melhoria da saúde dos empregados.

Além de manter o ambiente da Itaipu saneado por meio de serviços de rotina como varrição, coleta e destinação dos resíduos gerados, os principais investimentos realizados na área da Itaipu e na BP3, neste programa, foram:

  • Implantação de estação compacta para tratamento do esgoto sanitário do Centro de Recepção de Visitantes (CRV), Ecomuseu e Barreira;
  • Correta destinação do esgoto sanitário lançado de forma irregular no rio Bela Vista por moradores vizinhos;
  • Disposição ambientalmente correta do lixo biológico;
  • Construção de cerca para proteção de área de mata e mina na Vila C;
  • Revitalização da Estação de Tratamento de Esgoto do CRV;
  • Substituição da rede de esgoto do rio Bela Vista;
  • Sistema de distribuição de água no município de Santa Terezinha de Itaipu, comunidade de Rio Bonito; e
  • Recuperação da Sanga Pinheirinho, no município de Toledo.

O principal resultado consiste em ter um ambiente saneado na Itaipu. Para tanto, contribui a coleta e doação de 7 mil quilos de materiais recicláveis por mês (papel branco, papel colorido, papelão, copos plásticos, plástico mole e plástico duro), bem como a média mensal de 15 mil quilos proveniente de varrição, coleta e destinação adequada de entulhos.

Além de beneficiar diretamente os empregados da Itaipu e moradores do entorno da área da usina, as iniciativas abrigadas no programa também favorecem os catadores de materiais recicláveis, aos quais são doados os coletados e reciclados na usina.

Outra contribuição efetiva vem sendo o apoio à elaboração dos Planos de Saneamento Municipais, bem como o Programa de Gestão de Resíduos Sólidos desenvolvido por Itaipu com os municípios da sua área de atuação.

 

Conteúdo Relacionado
Não existem arquivos disponíveis.