A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Desenvolvimento Rural Sustentável
Tamanho da letra
A margem brasileira do reservatório da usina de Itaipu está junto a um dos principais polos agrícolas do País. Por isso, além de uma série de ações voltadas à proteção de nascentes e cursos d’água, a binacional trabalha também com promoção de atividades agropecuárias de menor impacto ao meio ambiente, através do programa Desenvolvimento Rural Sustentável.
     
      
Nessa região, estão presentes cerca de 35 mil propriedades rurais que, em sua grande maioria são de caráter familiar, possuem menos de 50 hectares e trabalham em sistemas de cooperativas. Outra característica é o predomínio das lavouras de milho e soja, integradas à pecuária de leite, suinocultura e avicultura.
 
Tratam-se de atividades de alto impacto ambiental, principalmente pela produção de dejetos e uso intensivo de agrotóxicos. Daí a necessidade de se trabalhar, além da solução dos passivos coletivos nas microbacias hidrográficas, com a adoção de técnicas de produção que viabilizem a sustentabilidade econômica, ambiental e social das propriedades rurais, principal objetivo do programa.
 
A gestão é compartilhada com as comunidades beneficiadas e com as instituições parceiras, que incluem prefeituras, órgãos das três esferas de governo, cooperativas e associações de produtores rurais, universidades e centros de referência. Cada um desses atores tem voz no Comitê Gestor, que se reúne a cada 60 dias. Nas reuniões, são construídas as diretrizes e ações, garantindo legitimidade aos resultados alcançados.
      
      
Na prática, o programa desenvolve ações de assistência técnica e extensão rural gratuita a agricultores familiares, promovendo a conversão de suas propriedades para a agricultura orgânica certificada ou não, além de incentivar a adoção de práticas agroecológicas aos que desejam produzir de forma sustentável, tais como o plantio direto e a diversificação de culturas. 
 
O programa trabalha com a agregação de valor e renda, com a assessoria a agroindústrias familiares existentes e na implantação de novas, assim como na abertura de canais de comercialização. E também atua no apoio à pesquisa, desenvolvimento e ensino da agricultura familiar e orgânica, além de incentivar a inovação tecnológica, com cursos, seminários e publicações. 
 
Outra linha de atuação é o fortalecimento do processo de certificação e comercialização de produtos orgânicos e da agricultura familiar, através do associativismo e do cooperativismo. O programa também promove a divulgação dos benefícios da produção orgânica à população, buscando a criação de vínculos sociais, ambientais e comerciais diretos, do meio rural com o urbano. E estimula a comercialização dos produtos via programas institucionais, principalmente pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE, e Programa Nacional de Aquisição de Alimentos – PAA.
 
Ainda dentro deste programa, a Itaipu apoia o desenvolvimento do turismo rural. Uma das iniciativas nessa linha é a realização das Caminhadas na Natureza, em parceria com os municípios.
 
Conteúdo Relacionado
Não existem arquivos disponíveis.