Missões jesuíticas
Tamanho da letra

O que é?

Ruínas históricas construídas por religiosos da Ordem dos Jesuítas no Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai.

O que fazer?

Conhecer as ruínas e igrejas das Missões Jesuíticas revela parte do esplendor da arte européia levada para o Cone Sul pelos padres jesuítas. Ocupavam as reduções jesuíticas os índios guaranis, atraídos pela pregação do Evangelho. As missões eram autênticas cidades instaladas na selva, entre os séculos XVII e XVIII. Além da igreja, que era o centro de tudo, havia hospital, asilo, escolas, casa e comida, oficinas e até pequenas indústrias. Foi nas reduções que se começou a industrializar o ferro, a produzir os primeiros tecidos e a criação de gado no continente. Só no Paraguai e na Argentina, mais de 100 mil guaranis teriam sido reduzidos às missões. No final do século XVIII, depois de grandes conflitos, com milhares de mortos, especialmente de índios, Portugal e Espanha expulsaram os jesuítas. Os índios acabaram exterminados, enquanto as reduções perderam parte da riqueza de antigamente ao longo de batalhas.

Quando?

Ao longo do ano, agências de turismo organizam pacotes partindo de Foz do Iguaçu. O turista conhece as sete missões paraguaias e 14 sítios em território argentino. O roteiro consome um dia inteiro de viagem.

Onde?

Das 30 reduções jesuíticas identificadas no Cone Sul, sete estão no Leste do Paraguai e 14 no Norte da Argentina, bem próximas à fronteira com Foz do Iguaçu, dentro de um raio de 300 km.

Avaliação dos visitantes
Missões jesuíticas
Pontuação: 2.9 (11 votos )
Conteúdo Relacionado
Não existem arquivos disponíveis.