A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Sala de Imprensa
Oeste em Desenvolvimento pede apoio a prefeitos para implantar Conselhos de Sanidade Animal
Tamanho da letra
28/08/2017
A coordenação do Programa Oeste em Desenvolvimento (POD) pediu apoio aos prefeitos dos 54 municípios da região para ativar em suas cidades Conselhos de Sanidade Animal (CSA). O pedido ocorreu durante a reunião mensal do grupo, na última sexta-feira (25), na sede da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop). A Itaipu Binacional é uma das integrantes da coordenação do POD.
 
Segundo o vice-presidente do Oeste em Desenvolvimento, Elias Zydek, somente através da ativação dos conselhos é que o Paraná conquistará e manterá o status de “Estado livre de aftosa sem vacinação”. O papel dos CSA será atuar na prevenção e agir caso surjam focos seja de aftosa ou de outra doença, como brucelose e gripe aviária.
 
Sem vacinação, o controle sanitário é mais rígido e bem visto comercialmente por outros países. O governo do Estado já anunciou que a última vacinação ocorrerá em novembro de 2018 e a região representa uma boa fatia do setor.
 
“Não estamos preocupados apenas com as nossas carnes e aves, mas também com a qualidade dos vegetais. Hoje, o que se vende é a sanidade e não produto”, defendeu Zydek.
 
Zydek lembrou que, em junho, foi proibida a entrada de carne bovina fresca brasileira nos Estados Unidos. “Nossa economia é o agronegócio, não podemos permitir que nossos negócios sejam afetados por causa de uma doença. Precisamos ficar atentos”, reforçou.
 
O presidente do POD, Danilo Vendruscolo destacou que o Oeste em Desenvolvimento dará apoio na implantação dos conselhos e, juntamente com a Empresa de Assistência Técnica de Extensão Rural do Paraná (Emater) e a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), será parceira no dia a dia dos CSA. Um modelo a ser seguido é o do município de Matelândia. Lá, o Conselho de Sanidade foi instituído por meio de um projeto de lei municipal.