A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Responsabilidade Social
Itaipu renova parceria com Organização Mundial da Saúde e Organização Pan-Americana de Saúde
Tamanho da letra
07/05/2018
Conhecer as iniciativas relacionadas à saúde apoiadas pela Itaipu – entre elas, o Grupo de Trabalho Itaipu-Saúde, a Fundação Itaiguapy e o Hospital Ministro Costa Cavalcanti – e debater os termos para a retomada de um protocolo de intenções entre a Itaipu Binacional, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) são os objetivos de uma comitiva de especialistas que está em Foz do Iguaçu nesta semana. O grupo fica na cidade de domingo (6) a terça-feira (8).  
 
 
Segundo o diretor de Relações Internacionais da OPAS/OMS em Washington (EUA), Alberto Kleiman, a Itaipu e a OPAS têm muito a compartilhar. “As duas instituições têm uma missão em comum, uma forte função social e uma grande responsabilidade com a comunidade. Aprofundar a relação entre as duas trará benefícios para ambas, e principalmente, para aqueles que vivem nas regiões de fronteira”, disse Kleiman. 
 
Ele participou de uma reunião na manhã desta segunda-feira (7) para conhecer detalhes e resultados dos projetos e instituições apoiados pela Itaipu. Também estiveram presentes e assessora sênior do gabinete do representante da OPAS/OMS no Brasil, Lucimar Rodrigues Coser Cannon; a oficial de Programas da OPAS/OMS no Brasil, Luciana de Deus Chagas; o representante da OPAS/OMS no Paraguai, Luis Roberto Escoto; e Blanca Cousiño, oficial de Programas da OPAS/OMS no Paraguai. 
 
“O que vimos foi uma empresa promotora de soluções concretas. A OPAS pode agregar muito a essas ações da Itaipu, trazendo sua experiência, ajudando a articular, divulgar e fortalecer as iniciativas, além de, se possível, replicá-las”, avaliou Kleiman. Ele também frisou a forma como a Itaipu está alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). “Somente nas ações que vimos aqui, reconhecemos projetos relacionados a pelo menos sete ODS”, pontuou. 
 
Para Luiz Paulo Johansson, assessor da Diretoria Financeira Executiva da Itaipu, a visita permitirá um debate de alto nível sobre a parceria a ser delineada. “Estamos mostrando o que conquistamos até aqui, inclusive com o protocolo que assinamos previamente, e agora queremos renovar e aprofundar essa parceria, com um novo alinhamento e novas propostas de trabalho”, disse. 
 
Parceria e fortalecimento
 
Durante a reunião, Fernando Cossa, diretor administrativo-financeiro do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, apresentou um histórico da instituição e falou sobre a estrutura e as iniciativas de ensino e pesquisa em desenvolvimento. As coordenadoras do GT Itaipu-Saúde, Luciana Sartori (Brasil) e Verônica Duarte (Paraguai) fizeram um resumo da atuação do programa em suas diversas frentes. Em seguida, foi apresentado um projeto de vigilância integrada, parceria da Itaipu com a Fundação de Saúde Itaiguapy e Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu.
 
À tarde, o grupo participou de uma visita técnica ao Laboratório de Saúde Única do Centro de Medicina Tropical da Tríplice Fronteira e ao Hospital Ministro Costa Cavalcanti. 
 
Na terça-feira, a agenda da comitiva inclui um plantio no Bosque dos Visitantes, uma visita técnica à Itaipu e uma reunião com o diretor-geral brasileiro da Itaipu, Marcos Stamm, para finalizar as tratativas relacionadas ao protocolo de cooperação que será assinado em breve.