A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

G1 (RJ)
Usina de Itaipu atinge maior índice de eficiência em 30 anos de operação
Tamanho da letra
05/01/2015

Em 2014, a hidrelétrica de Itaipu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, alcançou o maior índice de eficiência em 30 anos de operação. A marca de 99,3% indica que a Usina teve quase zero de perdas, aproveitando praticamente toda a água que chegou ao reservatório para a produção de energia elétrica durante o ano.

A produção anual de Itaipu deve chegar a 87,8 milhões de megawatts-hora (MWh), quase 11 milhões de MWh menos que o produzido em 2013, quando foi estabelecido o novo recorde. A redução, explicam os especialistas, se deve principalmente a uma das piores secas enfrentadas pelo país. A previsão de baixa já havia sido feita no início de novembro em função da queda no nível do Rio Paraná e da defasagem que era de 10%.

Além disso, a binacional conta com uma produção total de 2,2 bilhões de MWh. Caso a energia produzida pudesse ser armazenada, desde 1984, quando começou a operar, o volume seria suficiente para atender o consumo de energia elétrica de todo o planeta durante 37 dias, o Brasil por quatro anos e nove meses e 16 dias e o Paraguai por mais de 181 anos.

No ranking das 12 maiores geradoras do mundo, Itaipu aparece em primeiro lugar em produção acumulada. Na última década, a Usina de Itaipu produziu, em média, 92 milhões MWh, volume superior à energia garantida prevista no Tratado que deu origem à binacional: 75 milhões de MWh.