A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Gazeta do Iguaçu - PR
Televisando o Futuro entrega a premiação
Tamanho da letra
13/11/2009

A noite da última quarta-feira no Hotel Mercure Internacional foi cheia de surpresas para professores e alunos que integraram o projeto Televisando o Futuro, promovido pela empresa ARCA e desenvolvido pela RPC TV Cataratas.

  

O concurso cultural atraiu não somente centenas de alunos, mas também professores e diretores, para conhecer os vencedores desta edição. No total, foram inscritos mais de dois mil trabalhos.

  

Voltado para escolas municipais, o projeto recebeu este ano inscrições de trabalhos desenvolvidos em 16 escolas, com o envolvimento de quase cem professores que supervisionaram trabalhos de redação e desenho dos alunos.

  

O intuito do projeto, que envolve a ARCA, RPC e Instituto RPC, é promover a aproximação e maior entrosamento entre escola e comunidade, abrindo canais de comunicação, e estimular a análise crítica e a cidadania entre as crianças. O projeto também contou com a parceria da Secretaria Municipal da Educação e apoio da Itaipu Binacional. "A intenção é estimular tanto a curiosidade pelas reportagens quanto o exercício da redação", comenta Patrícia Nogueira Marques, do setor de marketing da TV.

  

A principal ferramenta de trabalho para inserir nas discussões foram reportagens exibidas pela RPC às quintas-feiras de dois meses e uma no mês de outubro. Temas como educação, saúde, família foram abordados nas matérias e serviram de tema para a escolha, a partir daí, grupos de trabalhos estabeleceram temas e desenvolveram atividades em torno dessa abordagem. "O curioso foi que os primeiros colocados este ano escolheram o mesmo tema: a família, mesmo estudando em escolas diferentes".

  

A criatividade permeou as ações desenvolvidas pelos alunos, que tiveram seus trabalhos analisados por uma comissão de representantes da Secretaria Municipal da Educação, Instituo RPC e ARCA.

  

Foram premiados vencedores das categorias: desenho (1.ª e 2.ª séries) e redação em formato reportagem (3.ª e 4.ª séries). Além disso, professores de alunos vencedores e a escola que mais integrou o projeto também receberam premiação.

 

Reportagem

Na categoria reportagem, a primeira colocação ficou com a aluna Mariana Lopes de Souza, da Escola Írio Manganeli, com a supervisão da professora Silene Maria Gomes. A premiação foi um computador.

  

A segunda colocação ficou com Eduarda Poliana da Cruz, da escola Cora Coralina, que foi premiada com uma coleção de livros. A terceira colocada, Crislaine da Silveira, da Escola Municipal João Adão da Silva, foi foi contemplada com jogo educativo Novo Tempo.

 

Desenho Na categoria desenhos, os premiados foram : 1º lugar, Júlia Paiva Oeda , da Escola Jardim Naipi (computador), sob orientação da professora Rosangela Lunardi. A segunda colocação ficou com Douglas Dionísio, da Escola Municipal Carlos Gomes, e na terceira colocação Lucélia Cáceres de Assunção, da Escola Municipal João Adão da Silva.

  

A escola vencedora, como maior motivadora do projeto foi João Adão da Silva e sua diretora, Janete Terezinha Schmitz, que recebeu um televisor 32 polegadas. A escola foi premiada pelo segundo ano consecutivo devido ao expressivo trabalho não somente com os alunos, mas também com professores, merendeiras e pais. "Acabamos envolvendo todo mundo mesmo, foram 430 alunos, mais os pais e professores", disse a diretora.

  

De acordo com ela, os trabalhos iniciaram-se com a escolha do tema em reportagem. "Optamos pela alimentação com textos, e depois a doação de alimentos para famílias mais carentes", disse. O projeto se estendeu e envolveu também a doação de calçados para 60 famílias mais carentes da comunidade.

  

Logo depois, os pais foram chamados a integrar muitas ações dentro da escola. "Fizemos entrevistas com os pais sobre a importância da alimentação dentro de casa, sobre a merenda e o valor da educação para os pais".

  

Janete ainda confirmou que o projeto encabeçado pela RPC possibilita muitas melhorias dentro da comunidade escolar. "Acho que todo mundo ganha, a comunidade, a escola, as pessoas, pois além do projeto, conseguimos conhecer de perto algumas necessidades dos pais".

   

A entrega dos prêmios aconteceu na quarta-feira e termina na tarde de hoje. Este ano, a segunda edição do evento ganhou extensão, além de Foz, em Toledo e Londrina.