A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

AEN - Agência Estadual de Notícias - PR
Seminário discute políticas públicas para o Mercosul
Tamanho da letra
22/08/2008

Diante de um cenário monumental – a barragem da Usina de Itaipu iluminada – e ao som da banda Foz Big Band, foi aberto oficialmente na noite de quinta-feira (21), no Mirante Central de Itaipu, o Seminário Saberes em discussão: políticas públicas para a cooperação com o Mercosul. “Vivemos um momento único em nosso País e nosso Estado, quando temos o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governador Roberto Requião com a firme convicção de estreitar o relacionamento com o Mercosul”, afirmou a secretária de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Lygia Pupatto.

 

Segundo a secretária, no Paraná, essa discussão já avançou muito, especialmente com a assinatura de convênio entre as universidades estaduais do Paraná e as instituições do Grupo de Universidades Nacionais do Grande Norte Argentino. “Temos muito ainda a avançar, criando uma identidade cultural única na América Latina”, disse.

 

O diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Jorge Miguel Samek, lembrou os comentários feitos pelo presidente Lula sobre os novos contornos a serem dados ao Mercosul e ressaltou o papel da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) nessas mudanças. “Se não fosse a colaboração da secretária Lygia e da Unioeste, não teríamos levantado o Parque Tecnológico Itaipu. Temos formado gente da mais alta qualidade e foi isso que deu início à implantação da Universidade Federal Latino-Americana, a Unila, que terá 5 mil estudantes brasileiros e outros 5 mil alunos de outros países da América Latina, orientados por 500 professores e que já começará a funcionar a partir do próximo ano”, afirmou Samek.

 

Samek destacou os crescentes investimentos feitos pelo Governo do Paraná na educação em todos os níveis, na ciência e na tecnologia. “O Estado do Paraná é o que mais tem investido em ciência e tecnologia”, disse. Segundo ele, o resultado está no desempenho das instituições paranaenses. “Das 25 melhores universidades do Brasil, sete estão no Paraná e seis delas são universidades estaduais”, lembrou. Esse resultado foi levantado no Enade 2008 (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes).

 

Rede – A importante contribuição de instituições de pesquisa vinculadas ao Sistema Seti, como o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), o Iapar, a Embrapa e o Lactec também foi comentada por Samek. “Sempre trabalhamos em rede, não queremos trabalhar sozinhos. Ações como essas só podem ser feitas com um ‘alinhamento de astros’ do governo estadual e do governo federal”, disse, lembrando que os resultados obtidos em diversas áreas do conhecimento só têm sido possíveis graças a esse trabalho em rede.

 

O presidente da Comissão de Representantes Permanentes do Mercosul, Carlos Alvarez, considerou a oportunidade como única. “Nunca vai nos acontecer uma oportunidade como esta, quando temos uma quantidade de presidentes latino-americanos que têm muito mais coincidências que diferenças e têm, em suas agendas, o tema da integração regional”, afirmou.

 

Para Alvarez, a conjuntura favorável vai permitir que a cooperação latino-americana vá além da cooperação de mercado e avance nas dimensões cultural, científica e tecnológica. A intenção, segundo ele, é ampliar a abrangência do Mercosul a todas as nações da América Latina. “Temos uma história comum, temos que construir agora um presente, um futuro e um destino comum”, concluiu.

 

Seminário – O encontro, promovido pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), Itaipu Binacional e a Fundação Parque Tecnológico Itaipu (PTI), nas instalações do PTI, em Foz do Iguaçu, termina no final da tarde desta sexta-feira (22).

 

A solenidade oficial de abertura do Seminário também contou com a presença do ministro Sérgio Couri, do Escritório de Representação do Ministério de Relações Exteriores no Estado do Paraná; do secretário de Estado de Assuntos Estratégicos, Nizan Pereira, presidente da Companhia de Informática do Paraná (Celepar); do secretário do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), Santiago Martín Gallo; do diretor financeiro do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Renato de Mello Viana; reitores das Universidades e Faculdades estaduais; reitores das Universidades da Argentina, do Uruguai e do Paraguai, e outras autoridades.

 

O evento reúne desde quinta-feira (21), nas instalações do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), em Foz do Iguaçu, cerca de 250 pessoas, entre professores, pesquisadores, pró-reitores de pesquisa e pós-graduação, estudantes de graduação e pós-graduação, coordenadores de escritórios de cooperação internacional e relações internacionais e membros do corpo consular e sociedade civil.