A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Gazeta do Iguaçu
Lula participará do início das atividades da Unila
Tamanho da letra
22/06/2009

A Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) inicia oficialmente suas atividades entre os dias 19 e 22 de agosto, no Colóquio Internacional "Educação para a Integração Latino-Americana". A data para o início do funcionamento da universidade ainda não foi definida, por que a Comissão de Implantação da Unila (CI-Unila) depende da agenda do ministro da Educação, Fernando Haddad, e do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.
   
Em outubro, a universidade fará a seleção dos primeiros 500 alunos. A metade das vagas será destinada a brasileiros e os outros 50% a estudantes dos demais países da América Latina.
   
Nesta primeira fase serão disponibilizados dez cursos. Todos voltados à integração dos países latino-americanos. Entre eles, Economia e Desenvolvimento; Saúde Pública e Desenvolvimento Rural Sustentável e Segurança Alimentar. Boa parte das cátedras terá nome de intelectuais e estudiosos de renome no continente. E para fundá-las serão convidados também especialistas nos temas. O curso de Economia e Desenvolvimento terá como patrono, Celso Furtado, um dos mais importantes economistas brasileiros. A abertura contará com a presença de Aldo Ferrer, considerado o maior economista argentino. As demais cadeiras também terão um patrono e fundador.
  
A seleção das vagas para brasileiros será realizada com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A prova será aplicada no início de outubro.
  
As aulas, previstas para março de 2010, serão ministradas de forma provisória nas dependências do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). Para abrigar os futuros acadêmicos, a Itaipu reformou quatro blocos que na época da construção da hidrelétrica serviram de alojamento para os barrageiros.
 

Colóquio Internacional
No Colóquio Internacional "Educação para a Integração Latino-Americana", com a presença dos ministros da Educação de Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai, serão debatidos temas voltados à integração da educação na América Latina. Entre os temas: A reinvenção da universidade e a emancipação social; Conhecimento, poder e mudança social: O papel da universidade na América Latina; A universidade diante dos desafios da integração Latino-Americana; A universidade diante da globalização e da sociedade do conhecimento; Integração regional em perspectiva comparada: Europa e América Latina.
  
Maior obra
Para o diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Jorge Samek, na inauguração do Portal do Conhecimento da Unila, a instituição promoverá a integração dos países da América Latina por meio do conhecimento e da cultura. "Transformará esta região em um centro nervoso de cultura e educação". No entendimento de Samek, embora o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenha investido bastante no ensino superior, o maior investimento feito pelo chefe do Executivo brasileiro neste período de governo foi a construção da Unila. "Para nossa felicidade, ele escolheu o nosso município, a nossa região para este empreendimento", disse.
  
Desta forma, Samek destacou que a Itaipu não poderia ficar sem dar sua contrapartida. "Uma das compensações é a doação da área que abrigará o campus da futura Universidade da Integração Latino-Americana".