A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Agência Sebrae
Itaipu vai ampliar mercado para pequenos negócios
Tamanho da letra
02/12/2010

A partir do segundo semestre de 2011 a Itaipu Binacional coloca em pratica seu Programa de Desenvolvimento de Fornecedores. O objetivo é fomentar a formação de uma rede de fornecedores a partir da avaliação, qualificação e desenvolvimento desse público. O projeto é destinado às empresas em geral, mas, pelo próprio perfil, deverá abranger grande número de micro e pequenos empreendimentos.
  
Isso é o que garante a superintendente de compras da hidrelétrica, Rosimeri Fauth Martins. Ela explica que o programa é destinado a empresas da região lindeira abrangida pela hidrelétrica do lado brasileiro e do lado paraguaio. Esse perfil, aliado ao fato de que o programa prevê capacitações e mesmo o desenvolvimento desses fornecedores, evidencia a sua capacidade de alcançar os micro e pequenos negócios. “Normalmente grandes empresas não têm esse tipo de necessidade”, avalia Rosimere.
  
Na última terça-feira (23) ela explicou o programa para donos de micro e pequenas empresas que participam do III Fomenta – Encontro Nacional de Oportunidades para s Micro e Pequenas Empresas nas Compras Governamentais, em Curitiba. Ela contou, por exemplo, que a maioria das compras efetuadas pela hidrelétrica refere-se a serviços para manutenção das suas estruturas físicas, incluindo as usinas, bens patrimoniais e peças sobressalentes. E os micro e pequenos negócios também podem concorrer para esses fornecimentos.
   
O programa está em desenvolvimento a cerca de um ano e meio e envolve os dois países. Ele parte do diagnóstico das demandas da hidrelétrica, seguido da avaliação das empresas para verificar carências relacionadas ao fornecimento de produtos e serviços. A partir daí é montada a capacitação para desenvolvimento dos fornecedores por meio do Parque Tecnológico de Itaipu.
   
“Estamos na fase de avaliação por meio de um piloto na região da Bacia do Paraná”, disse Rosimeri. Ela adiantou que também está em andamento a criação de um portal de relacionamento com os fornecedores. No segundo semestre de 2011 o programa entra m funcionamento.
    
Entre os participantes da palestra estava o empresário Alcides Nascimento, dono de uma pequena empresa de prestação de serviços de engenharia e consultoria. A empresa já integra o cadastro e fornecedores da Petrobras. Agora Alcides quer colaborar com outras grandes empresas como a Itaipu.
     
“Não posso construir usina mas posso reformar equipamentos e instalações industriais”, exemplifica. Para ele, a participação no fomenta abre caminho nesse sentido.
  
Dono de uma pequena empresa de construção e também secretário de Indústria e Comércio do município de Saudade do Iguaçu, no oeste do Paraná, Marcelo Schardosim também participou do debate. “A Itaipu tem mercado pra todo mundo”, animou-se.
  
O III Fomenta é promovido pelo Sebrae, em parceria com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, para ampliar informação e a participação dos pequenos negócios nas compras públicas.