A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Jornal O Farol
Itaipu renova convênio com a Rede de Educação Ambiental
Tamanho da letra
01/12/2011

Até meados de 2013, o ritmo intenso de atividades realizado pela Rede de Educação Ambiental Linha Ecológica nos municípios da Bacia do Paraná 3 (BP3) estará mantido.  A renovação do convênio por mais dois anos, entre Itaipu Binacional e o Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu neste projeto, garante a formação e sensibilização das pessoas e grupos sociais para atuar, autoeducar e contribuir na educação da coletividade para a construção de sociedades sustentáveis na região.

O ato de renovação deu-se no dia 24 de novembro, durante plenária geral do Encontro Cultivando Água Boa Rumo à Rio+20. Assinaram o convênio, o diretor-geral brasileiro da Itaipu, Jorge Samek, e o diretor-geral paraguaio, Efraín Enríquez Gamón, bem como o presidente do Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu e prefeito de Entre Rios do Oeste, Elcio Zimmermann.

Em poucas palavras, logo após a assinatura do documento, o presidente dos lindeiros falou para uma plateia de mais de 2.500 pessoas que a Rede de Educação Ambiental Linha Ecológica é motivo de orgulho para a região. “A Itaipu é a grande motivadora desse projeto maravilhoso, que nos enche de orgulho, e tem surtido resultados surpreendentes quando falamos em mobilização com o foco em educação ambiental”.

Desde 2003, o projeto atua em interface direta com os projetos do Programa Cultivando Água Boa promovendo a aprendizagem continuada para a construção coletiva de uma nova relação de cuidados com os seres humanos, as águas e demais recursos naturais.

O coordenador da Rede Linha Ecológica, Mauri José Schneider, disse que é imensurável a satisfação de trabalhar com o projeto e que o desafio de fazer o melhor aumenta a cada renovação.

Com relação ao cronograma de atividades, ele adiantou que será intenso para os próximos dois anos, e citou como exemplos, a realização do 1º Concurso de Projetos Ecopedagógicos da BP3, distribuição de forma dirigida de 130 mil Cartas da Terra Infantil em todas as escolas municipais da região, a produção e edição em 2013 do 1º Caderno de Boas Práticas Ecopedagógicas, entre várias outras atividades