A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Folha de São Paulo
Itaipu irá desenvolver bateria para carro elétrico
Tamanho da letra
17/06/2010

A Itaipu Binacional, estatal que opera a Usina Hidrelétrica de Itaipu, obteve recursos da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) para desenvolver baterias para o carro elétrico brasileiro.

   
A entidade financiadora aprovou a concessão de R$ 30 milhões que serão usados no desenvolvimento e na nacionalização de componentes de uma bateria criada pela empresa suíça Mes-Dea.

   
Essa bateria tem entre os componentes sódio, níquel e cádmio. Itaipu terá dois anos para concluir o projeto.

   
A bateria representa um dos maiores custos do Veículo elétrico. A que será nacionalizada é a mesma do Palio Weekend Elétrico, projeto de parceria entre a Itaipu, a Fiat e a hidrelétrica suíça KWO.

   
Por enquanto, o Palio montado em Itaipu tem custo proibitivo. Segundo a Fiat, cada unidade custa R$ 210 mil sem subsídio. A questão tributária e o custo das baterias (superior a R$ 70 mil) tornam o modelo inviável comercialmente.

   
A Itaipu também articula com a WEG, maior produtora de motores elétricos no Brasil, o desenvolvimento de propulsores elétricos para veículos de passeio.

  
A WEB estima que terá um motor elétrico e os sistemas eletrônicos de controle para veículos em até dois anos, segundo Umberto Gobbato, diretor-superintendente da WEG Automação.

   
A companhia já possui versões de motores elétricos de grande porte, para ônibus, trólebus e navios.

  
"Estamos em qualquer fórum de discussão desse assunto. Quando o carro elétrico chegar, teremos um pacote pronto para fornecer a esse mercado", diz Gobbato.

 
Ele não revela, porém, o tamanho do investimento por detrás desse plano.