A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Revista H2O Agua -SP
Itaipu apresenta programas de responsabilidade social
Tamanho da letra
14/08/2008

A Tribuna da Água, evento que integra a programação da Expo Zaragoza 2008, iniciou, em 4 de agosto, a oitava semana temática, que trata de Água e Sociedade, Educação, Comunicação e Cultura. O Brasil participou com a apresentação da coordenadora de Responsabilidade Sócio-ambiental da Itaipu Binacional, Heloisa Covolan. Heloísa falou sobre os programas desenvolvidos pela empresa, que adota como referência diversos documentos planetários, principalmente acordos, tratados e convenções, como a Agenda 21, a Carta da Terra, a Convenção da Biodiversidade, o Pacto Global e o Protocolo de Kyoto.

 

Entre as ações de responsabilidade social executadas pela empresa, estão o programa "Incentivando a Eqüidade de Gênero", da Itaipu, que se tornou referência nacional e é reconhecido pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, vinculada à Presidência da República. Um exemplo é o horário móvel, criado inicialmente para atender às mulheres que precisavam ter um tempo especial, durante o dia, para se dedicar a atividades pessoais como levar filhos à escola ou ao médico. Esse horário móvel foi estendido para funcionários e funcionárias e permite que o tempo seja compensado em outro horário do expediente do trabalho.

 

Outro programa importante de responsabilidade social é o "Energia Solidária", que presta apoio aos moradores da Vila C, bairro criado por Itaipu à época das obras, que se transformou em uma área de ocupação irregular e acumulou problemas sociais. Diversas ações vêm sendo tomadas pela Itaipu para garantir cidadania plena a todos os moradores, como a construção de um centro de convivência para 278 famílias, a doação de equipamentos para a unidade de saúde construída pela prefeitura, a regularização dos documentos de imóveis e implantação do projeto "Agricultura Solidária" sob os linhões de transmissão (local em que várias famílias fazem o plantio de mandioca). Além disso, a hidrelétrica tem investido recursos para que a prefeitura construa no bairro uma escola-modelo.