A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Diário Popular - PR
Foz recebe a Feira Sabores do PR pela primeira vez
Tamanho da letra
26/06/2009

Começou ontem mais uma edição da Feira Sabores do Paraná, a primeira realizada em Foz do Iguaçu. O governador Roberto Requião e o secretário da Agricultura e Abastecimento, Valter Bianchini, participaram da abertura do evento, que apresenta produtos da agricultura familiar. “O esforço do Estado em favor da agricultura familiar rural é bem-sucedido quando acaba em uma feira extraordinária como esta, uma das maiores feitas pelos agricultores do Paraná”, afirmou Requião.
  

O governador Roberto Requião, o secretário da Agricultura Valter Bianchini e o presidente da Itaipú Binacional Jorge Samek, visitam a Feira de Sabores em Foz. Arnaldo Alves/SECSA proposta do evento é abrir oportunidades de mercados com Argentina, Paraguai e na região de fronteira com esses países, conforme destacou o secretário da Agricultura, Valter Bianchini. “Queremos que os turistas conheçam os produtos da agroindústria familiar e da Fábrica do Agricultor, que tem 1,2 mil agroindústrias beneficiando-se de algum programa estadual”, afirmou. A previsão é comercializar na feira R$ 200 mil em produtos e R$ 1 milhão com a prospecção de negócios futuros.
  
Orgânica

A Feira Sabores do Paraná acontece em paralelo a 24ª Feira Vida Orgânica, promovida pela Itaipu Binacional visando incentivar a agroecologia e o cultivo de produtos orgânicos na região do lago de Itaipu. “A transformação que o agricultor familiar está fazendo, com apoio de vários órgãos, traz um produto de altíssima qualidade, com grande valor agregado, controle de sanidade, certificação. É a união do homem do campo com o consumidor da cidade”, avaliou o diretor da Itaipu, Jorge Samek.
  
As feiras trazem mais de mil itens, de 100 agroindústrias do programa Fábrica do Agricultor, além de 30 expositores de produtos orgânicos. São produtos tradicionais, como geléias, doces, sucos, embutidos, queijos, biscoitos e bolos. O evento apresenta ainda artesanato e lança novos produtos, como pipoca de arroz, patê com dois queijos e nozes, geléia de gengibre com limão, geléia de Jussara (feita com frutos da palmeira Jussara, semelhante ao Açaí), chips de batata-salsa e cosméticos à base de mel.
  
Os visitantes poderão saborear os produtos do café colonial e almoços com produtos orgânicos e da agroindústria familiar, durante os quatro dias de feiras. Os eventos acontecem até o próximo domingo e devem receber 30 mil pessoas, entre consumidores e profissionais das áreas de agricultura, saúde e nutrição. O evento acontece no CTG Charrua – Av. República Paraguai, 3.703. Hoje, o horário é de 14h às 22 horas, amanhã é das 10h às 22 horas; e no domingo, de 10h às 18 horas. A entrada é gratuita.
  
ALIMENTA PARANÁ

Bianchini destacou o programa estadual Alimenta Paraná, lançado na última terça-feira pela Secretaria da Agricultura e Abastecimento e pela Secretaria do Desenvolvimento Urbano. O objetivo é incentivar o comércio de produtos da agricultura familiar e orgânica no Estado, aumentando a oferta desses alimentos à população. Em parceria com o Governo Federal, serão investidos R$ 79,2 milhões para ações que incluem implantação, reforma e ampliação de mercados municipais e feiras, fornecimento de equipamentos e instalação de unidades de beneficiamento e Centrais de Abastecimento (Ceasas), além de qualificação técnica.
  
SELO

Foi lançada pela Itaipu a marca Vida Orgânica, que visa oferecer ao consumidor produtos saudáveis da agricultura familiar, que respeitam a natureza e não causam impactos negativos ao meio ambiente. Neste sentido, Bianchini ressaltou o decreto federal que estabelece o selo do Sistema Único de Sanidade Agropecuária, para que toda a agroindústria certificada pelo serviço de inspeção do Paraná da Secretaria possa comercializar produtos em todo o País e para exportação.
  
CONCURSO

Durante o evento, a Itaipu lançou o segundo concurso de receitas saudáveis, do qual vão participar mil merendeiras de escolas públicas estaduais dos 29 municípios da região da Bacia do Paraná 3. “Isto é estimular o produto orgânico na merenda escolar, consumida por 167 mil crianças todos os dias. Isso significa mais saúde”, disse o diretor de Coordenação e Meio Ambiente da Itaipu, Nelton Miguel Friedrich. A exemplo do primeiro concurso, promovido em 2008, a segunda edição vai elaborar um caderno de receitas com nutrientes necessários para o bom crescimento e desenvolvimento das crianças. De acordo com Nelton, serão escolhidas duas receitas de cada cidade e o caderno será lançado em novembro deste ano.