A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

O Dia
Foz, lugar onde a natureza dá o show
Tamanho da letra
09/06/2009

Parque Nacional é uma das mais belas reservas ecológicas  

Rio - Muralha líquida. Sinfonia ensurdecedora que nos inunda. Uma força poderosa saída das entranhas da terra. Iguaçu, “a grande água”, em guarani, é ir direto à fonte no sentido real e no figurativo. É impossível não ficar de queixo caído diante desta maravilha da natureza. É um local único. Ruptura na rocha, mas também no tempo, que para por alguns segundos. Uma espécie de rito de passagem. Não se é o mesmo depois de ver Iguaçu...

 

Foz do Iguaçu fica no Paraná, na fronteira com a Argentina e o Paraguai. Criado há cerca de 150 milhões de anos, guarda uma das grandes maravilhas do mundo, com as incríveis Cataratas do Iguaçu. Formadas pelo Iguaçu, o maior rio do Paraná, as Cataratas constituem-se de 272 quedas de até 83 metros de altura. O local com maior volume de queda d’água é a Garganta del Diablo, localizado do lado argentino, com uma vista espetacular.   
  

Foz do Iguaçu oferece diversas atrações. Os mirantes espalhados pelas trilhas das Cataratas permitem contemplar de vários ângulos o belo espetáculo da natureza. O Parque Nacional do Iguaçu é tido como uma das reservas ecológicas mais bonitas do planeta. Em 1986, foi reconhecido pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade.

 

A região tem ainda outros atrativos, como a Ponte da Amizade e Itaipu, a maior hidrelétrica do mundo, classificada pela Associação Americana de Engenharia Civil como uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. Dá ainda para visitar o Paraguai e a Argentina, a 5 km e 10 km de distância do Centro de Foz do Iguaçu, respectivamente.   

 

Na Ciudad del Este, no Paraguai, está um dos maiores centros comerciais latino-americanos. São milhares de lojas de eletrônicos, roupas, bebidas etc, importados da Europa, América do Norte e Ásia.

  
Na Argentina, a cidade de Puerto Iguazú tem diversas atrações, como o Parque Nacional Iguazú e o Casino Iguazú. Vale a pena comprar agasalhos de lã e couro trazidos da capital, Buenos Aires.

 

Cataratas: o lado brasileiro e o lado argentino — qual escolher? Por onde começar? Visite os dois. São pontos de vista diferentes, que se completam. Fazer uma viagem como essa e só conhecer a metade de um local considerado como uma das maravilhas do mundo é desperdício.     

   

Tanto faz por onde começar. Mas é bom saber que o lado brasileiro oferece uma fantástica visão de conjunto da imensa cortina d’água, mas só dá para chegar perto de uma cascata, enquanto que o lado argentino permite aproximação a vários saltos e de visitar maior extensão da floresta por trilhas sinalizadas.

  

Passeios

 

PARQUE NACIONAL DO IGUAÇU, BRASIL
  
Criado em 1939, o parque ocupa 225 mil hectares, dos quais 75% estão no lado brasileiro e se estendem por 50 km ao longo do Rio Iguaçu. A parte aberta à visitação, que corresponde ao entorno das cataratas, representa menos de meio por cento da área total. Este parque natural abriga uma biodiversidade impressionante: milhares de espécies vegetais e animais, com novas descobertas a cada ano. Atualmente estão registradas 257 espécies de borboletas, 18 de peixes, 12 de anfíbios, 41 de cobras e serpentes, 8 de lagartos, 348 de pássaros e 45 de mamíferos.

  

Da recepção saem os ônibus refrigerados que levam os visitantes até o Hotel Tropical, onde começa o passeio às cataratas. O percurso segue através de um caminho com um panorama fabuloso do conjunto das quedas d’água e que leva aos saltos de Santa Maria e São Floriano. De lá, uma passarela conduz à parte de baixo da Garganta do Diabo (a visão do lado brasileiro é por baixo): um refrescante banho de vapor. Rodovia BR-469 Km 18. Tel.: (45) 3521- 4400. 2ª a dom, 9h / 17h. www.cataratasdoiguacu.com.br. Ingresso: R$ 7,50 (crianças até 6 anos e idosos com mais de 60 anos não pagam). Necessária apresentação da identidade. Transporte: R$ 6,15
  

MACUCO SAFÁRI

 

O percurso inicia com um passeio de jipe e depois a pé até o Rio Iguaçu. Começa então a verdadeira atração: um ângulo diferente de se admirarem as cataratas, a partir do nível do Rio Iguaçu. É uma emocionante navegação pelo rio até poucos metros das quedas (salto Três Mosqueteiros). A agência organiza também rafting, rapel e caminhadas. Tel.: (45) 3574-4244. www.macucosafari.com.br. Diariamente, 9h/17h. Excursão de duas horas. Saídas a cada 10 min. Preço: R$ 169. Crianças até 6 anos grátis . De 7 a 12 anos: R$85
  

PARQUE DAS AVES

 

Zoo exclusivamente de pássaros, com mais de 800 espécies. Av. das Cataratas Km 17. Tel.: (45) 3529-8282. Diariamente, 8h30/17h30. www.parquedasaves.com.br. Ingresso: R$16
  

MARCO DAS TRÊS FRONTEIRAS
  

Um dos ícones da região. O trecho tem cerca de dois mil metros de extensão. Possui estacionamento, lanchonete, loja de artesanato e um mirante de onde se pode observar os três países e o encontro das águas dos rios Iguaçu e Paraná. Av. Gal. Meira Km 6. Tel.: (45) 3527-4221 (loja de artesanato). Diariamente, 9h/18h ( inverno) e 9h/19h (verão). Entrada franca.
  

ITAIPU BINACIONAL — USINA HIDRELÉTRICA DE ITAIPU

 

Se as Cataratas de Iguaçu podem ser consideradas uma das maravilhas da natureza, a Hidrelétrica de Itaipu, de forma diferente, é também um local excepcional. A hidrelétrica binacional é resultado do esforço de engenharia do Brasil e do Paraguai e de milhares de trabalhadores, que venceram o desafio de converter em energia elétrica as águas do Paraná, um dos mais caudalosos rios do mundo. Para se ter uma ideia de seu gigantismo, o volume de concreto usado na construção poderia construir 210 Maracanãs, enquanto o ferro e o aço utilizados seriam suficientes para 380 torres Eiffel.
 

Existem dois tipos de visita: a Visita Panorâmica, com projeção de vídeo de 15 min e passeio pela usina em um ônibus que percorre a barragem e o mirante (1h30 / R$ 13), e o Circuito Especial, que inclui passagens pelo mirante central e pelo vertedouro, além de uma visita ao edifício de produção da hidrelétrica. Ali, é possível admirar as imensas catedrais de concreto sob a barragem. Av. Tancredo Neves 6.702. Tel.: (45) 3520-6999. www.itaipu.gov.br. Horários diversos.
 

PARQUE NACIONAL IGUAZÚ, ARGENTINA
 

A área de visitação do parque no lado argentino é bem maior do que a do nosso lado. Por isso, leve em conta um dia inteiro para apreciá-lo plenamente e sem pressa. Um trenzinho faz a circulação no parque. Em 10 min chega-se à Estação das Cataratas, de onde partem duas trilhas para o ‘circuito superior’ e ‘circuito inferior’, assim como os passeios de barco para a Ilha San Martin. Acesso também a restaurantes e ao Hotel Sheraton.
 

Em mais 10 minutos de trem, chega-se à Garganta Del Diablo, ponto final da linha, onde se acessa o alto das cataratas.
 

O fluxo de turistas pode ser intenso nas passarelas e nas estações: desça no terminal e visite primeiro a Garganta Del Diablo, ainda mais que é uma área bastante ensolarada, portanto muito quente no meio do dia. Volte então à estação intermediária Cataratas para almoço e percorra as trilhas no seu ritmo, à sombra. Em cada estação, saída de trens a cada 30 minutos.Tel.: (54) 3757-4914. Diariamente, 7h30/ 18h30. Última entrada às 15h30. 60 pesos (inclui a entrada ao parque, o trem e a travessia para a ilha San Martin).
 

GARGANTA DEL DIABLO

 

No ponto final do trem, uma imensa passarela (1.100 m) leva à beira da Garganta Del Diablo, a maior e a mais impressionante de todas as quedas. São 85 metros de altura que se pode também ver de baixo (lado brasileiro).
 

Circuito superior e inferior: Conte 1h15 de caminhada para o circuito superior e 2h para o inferior. O circuito superior (680 m) permite acessar, pelo alto, cinco saltos. Vista particularmente impressionante do conjunto das cataratas. O circuito inferior (1.300 m) conduz aos pés dos saltos, oferecendo uma perspectiva diferente sobre as quedas.
 

ILHA SAN MARTIN

 

Travessia do rio, a partir do circuito inferior até a ilha, que fica no meio das quedas. Escadas dão acesso a um mirante de onde se tem vista para o salto San Martin e o salto Rivadavia.

  

AVENTURA NÁUTICA

 

Partindo do mesmo cais, sai o passeio para os pés das quedas, em barco a motor. São 12 minutos de emoção. Saídas a cada 12 min. 45 pesos. Atenção: proteja sua máquina fotográfica.
  

CASINO IGUAZÚ
 

Fica do lado argentino. Mesmo para quem não quer apostar, é interessante ver como funciona um cassino. Ruta 12, Km 1.640 (Puerto Iguazú). Tel.: (00 5437) 5749-8050. 2ª a 5ª, 18h/5h. 6ª a dom, 14h/5h.