A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Gazeta do Iguaçu - PR
Estrutura provisória da Unila está quase pronta
Tamanho da letra
30/07/2009

A Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) começará suas atividades no dia 20 de agosto. Mesmo sem uma sede própria, a universidade entrará em funcionamento em uma sede provisória especialmente reformada para este fim, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI). Ontem à tarde, o local foi mobiliado. Dois funcionários da Universidade Federal do Paraná (UFPR) fazem o trabalho de cadastro do patrimônio.
   
Contudo, a concretização do projeto da Unila caminha a passos largos. Parte da obra já tem recursos garantidos. Durante a Cúpula do Mercosul, realizada na semana passada, em Assunção, foi aprovado pelo Fundo para a Convergência Estrutural do Mercosul (Focem) o financiamento da Biblioteca Unila, a BiUnila.
  
A biblioteca faz parte do complexo arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer e será construída no terreno doado pela Itaipu, em Foz do Iguaçu. O financiamento da BiUnila é de US$ 22 milhões, e a verba será utilizada para a construção do prédio e aquisição de equipamentos e acervo.
  
Para o presidente da Comissão da Implantação da Unila (CI-Unila), Hélgio Trindade, partindo-se do pressuposto de que é preciso começar por algum lugar, a escolha da BiUnila para receber os recursos foi estratégica. "Entre todos os prédios do complexo, a biblioteca é o que apresenta de forma mais abrangente a vocação integradora da universidade", explicou. A BiUnila terá 13 mil metros quadrados distribuídos em três níveis. No térreo, ela ainda abrigará a sede definitiva do Instituto Mercosul de Estudos Avançados (IMEA).
  
Trindade também observou que, devido ao governo brasileiro contribuir para o Focem, mas, até então, não ter encampado nenhum grande projeto, houve acúmulo de recursos. "Os ministérios da Educação e do Planejamento avaliaram e decidiram usar esse fundo recomendando a sua utilização no projeto da BiUnila, que será um centro de referência do conhecimento latino-americano", afirmou.
  
Do valor total financiado, US$ 17 milhões partirão do Focem. Os outros US$ 5 milhões serão aportados pelo governo federal brasileiro, a título de contrapartida nacional.
  

Inauguração

A solenidade de inauguração da Unila, marcada para 20 de agosto, deve contar com a presença do ministro da Educação, Fernando Haddad, durante o 1º Colóquio Internacional Educação para a Integração Latino-Americana. O projeto de lei para a criação efetiva da Unila ainda tramita no Congresso Nacional, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas o IMEA possibilitará à universidade o início de suas atividades este ano. (Com informações da Assessoria Itaipu)