A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Gazeta do Iguaçu - PR
Estação do Iapar será construída em Santa Helena
Tamanho da letra
01/09/2009

A 18ª Estação Experimentação do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) será construída na Base Naútica de Santa Helena. As obras — com recursos de R$ 1,6 milhão disponibilizados pelo Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal —, devem ser iniciadas até o final deste ano, porém, os trabalhos de pesquisas de sementes e grãos já começaram, por intermédio do Centro Avançado de Pesquisa de Santa Helena (CAP).
  

Na semana passada, técnicos do município e do Iapar visitaram o local. Agora, trabalharão no projeto arquitetônico, pois, a previsão é concluir o prédio até o final de 2010. A estação será edificada em uma área de aproximadamente 30 alqueires doada pelo governo do Paraná. Além da parte física, o valor liberado pelo PAC será utilizado para a compra de implementos agrícolas.
  
   
De acordo com o diretor administrativo-financeiro do Iapar de Londrina, Altair Sebastião Dorigo, o instituto recebeu do governo do Estado três áreas correspondentes às antigas bases náuticas: Itaipulândia, Marechal Cândido Rondon e Santa Helena.
  
Em Marechal, a prefeitura e o Iapar fazem pesquisas relacionadas à mandioca. O espaço de Itaipulândia serve de laboratório para os alunos do Colégio Estadual Agrícola Manoel Pereira Pena, de Foz do Iguaçu. E em Santa Helena, será instalada uma Estação Experimental.
No espaço, os técnicos do instituto e também de outros parceiros com a prefeitura e a Itaipu Binacional realizarão estudos para verificar quais as culturas ideais a ser plantadas no município. Dentre os experimentos, será feito um monitoramento do clima, verificado a melhor época para o plantio e colheita de cada cultura. Também testes das variedades mais tolerantes ao clima da região, bem como as sementes mais resistentes à determinada doença e redução do uso de agrotóxico.
 

Mais produtividade

Conforme explicou Dorigo, nos locais onde há Estação Experimental a produtividade quase triplica. "Analisamos o solo e o clima e adaptamos a melhor cultura e o melhor grão", afirmou. Na estação de Santa Helena, neste primeiro momento, serão avaliados a mandicoca, o milho e também a soja. Para o próximo ano, as pesquisas serão voltadas para o segmento de fruticultura. "Nosso objetivo é atuar mais próximo da região, assim, buscar tecnologias para que os pequenos produtores evitem perdas e aumentem a produtividade", destacou. Segundo o diretor do instituto, graças ao trabalho desenvolvido pelo Iapar, o Paraná corresponde, atualmente, a 2% da área plantada do Brasil. E com este número, é responsável por 23% da produção nacional.
  

Resultado

O Iapar mantém parceria com o município de Santa Helena há seis anos, por intermédio do CAP. Nesse período, alcançou resultados positivos. Um dos exemplos é o cultivo do café. Depois de muitos estudos, os grãos foram plantados próximos a seringueiras. Com a proteção das folhas, as geadas dos últimos meses não provocaram estragos.