A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Gazeta do Povo - PR
Enem espanhol selecionará alunos da Unila
Tamanho da letra
13/01/2010

Brasília - Os alunos latino-americanos, exceto brasileiros, que quiserem ingressar na Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), criada ontem, terão de enfrentar um Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em espanhol. O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que o Enem em espanhol será elaborado nos moldes do exame brasileiro. A universidade, com sede em Foz do Iguaçu, estará concluída em agosto. As informações são da Agência Brasil.
   
A ideia é que a universidade funcione como uma espécie de centro de pesquisas latino-americanas em várias áreas de ciências humanas. Haddad afirmou que a seleção, no caso dos brasileiros, será feita por meio do aproveitamento do resultado do Enem nacional. “Queremos formar profissionais de forma integrada na América Latina”, disse o ministro.
A universidade terá espaço para cerca de 10 mil estudantes em cursos que incluirão Direito, Relações Internacionais, Músi­ca, Letras, Economia, An­­tropologia e Bioenergia. De acordo com o ministro, 500 professores serão contratados via concurso público e outros vão ser convidados.
  
O câmpus da universidade vai ser instalado na área da Hidrelétrica de Itaipu e o projeto arquitetônico é da equipe de Oscar Niemeyer. Segundo Haddad, não há problema de espaço nem dificuldades para execução das obras. “Será um projeto arrojado”, afirmou. Na Unila, os alunos terão aulas em português e espanhol, além do acesso a cursos de pós-graduação. Na cerimônia, Haddad disse que a criação da instituição representa a construção da 13.ª universidade federal pelo atual governo.
   
O ministro adiantou que mais uma universidade será criada até o fim deste ano: a Universidade Federal de Inte­gração Luso-Afrobrasileira, cuja sede será em Redenção (CE). O objetivo é que parte das vagas se destine a brasileiros e outra, a africanos. O objetivo é colaborar com o estímulo de estudos para o desenvolvimento do continente africano.