A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Diário do Grande ABC
Elétrico é silencioso e eficiente
Tamanho da letra
28/05/2008

"Completa com gasolina" ou "coloca R$ 30 de álcool" são algumas das expressões que utilizamos no dia-a-dia para abastecer nossos carros. No entanto, em um futuro ainda um pouco distante para a humanidade, chegará a época em que falaremos: "vou para casa colocar o meu carro para recarregar na tomada!"

 

Isso mesmo! Felizmente, para o bem do meio ambiente, pipocam pelo mundo projetos que desenvolvem veículos com motores com os mais diversificados tipos de combustíveis. E entre os que ganham muito a simpatia da indústria automobilística estão os elétricos.

 

Um desses projetos é resultado de uma parceria entre a Fiat do Brasil e a Itaipu Binacional, a maior usina hidrelétrica do mundo. Essas duas empresas trabalham na evolução de uma Palio Weekend que utiliza apenas grandes baterias para se locomover de um lugar para o outro. E o Diário teve o prazer de dirigir esse carro ‘do futuro' no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

 

Por fora, o modelo é idêntico aos que circulam nas ruas. As únicas diferenças são o nome Itaipu estampado no capô e os adesivos dos parceiros desta empreitada na lateral. Já, por dentro, a história é completamente diferente...

 

Por não se tratar de um motor a combustão, alguns instrumentos do painel simplesmente não existem, como o conta-giros e o que mede o nível de combustível no tanque. Apenas o velocímetro permanece intacto.

 

O câmbio também é diferente. Trata-se de uma transmissão de apenas uma marcha, que não necessita de embreagem para ser acionada. Por isso, existem apenas os pedais do freio e do acelerador - como se fosse um veículo automático.

 

Ao ligar o carro, o barulho dos motores a combustão dá lugar ao silêncio absoluto. Nada se escuta, apenas o que acontece do lado de fora. Ao acelerar, o propulsor elétrico responde imediatamente e de forma satisfatória, revelando um torque muito bom. Tanto nas descidas, quanto nas subidas (principalmente), a perua se comportou com um carro ‘comum'.

 

Já a velocidade final não é de assustar - muito longe disso. Por se tratar de um modelo elétrico, conseguimos alcançar a marca dos 80 km/h, mas, de acordo com a equipe que ajuda a desenvolver o projeto, a velocidade máxima é de 90 km/h.

 

Particularidade

 

De acordo com Vladimir Pires Pedro, um dos responsáveis pelo projeto, a Palio Weekend Elétrico tem autonomia média de 120 quilômetros e demora até oito horas para recarregar completamente a bateria.

 

Como fazer isso? Basta acoplar um cabo ao bocal do tanque de combustível e a uma tomada de 110/220 volts.

 

Outro detalhe específico do modelo é um botão no painel que, quando pressionado, coloca para funcionar uma espécie de alternador, que recarrega em aproximadamente 10% a bateria do carro, dando alguma autonomia extra.

 

Detalhe: o carro só funciona quando o sistema de baterias e o motor elétrico operam com temperatura pouco acima dos 260ºC.