A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Guia da Semana (RJ)
Cataratas, uma forte candidata a nova maravilha
Tamanho da letra
07/08/2009

Depois do Cristo Redentor ser eleito uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo, é a vez da Amazônia e das Cataratas do Iguaçu terem a chance de competir com outros 26 lugares de todo o mundo ao título de Sete Novas Maravilhas da Natureza. A eleição organizada pela fundação suíça New7Wonders espera superar o sucesso de 2007, atingindo uma votação de um bilhão de pessoas pela internet, telefone e mensagens de texto.
  

A lista começou com 261 locais de diversas nacionalidades, definidos por votos na web e pela opinião de um grupo de especialistas. Entre os finalistas, encontram-se tanto lugares inquestionáveis - como o Grande Cânion (EUA), o Mar Morto (Palestina, Israel, Jordânia) e Galápagos (Equador) - quanto outros surpreendentes - como a Gruta Jeita (Líbano) e os Penhascos de Moher (Irlanda). Nela, sente-se a ausência de alguns nomes cotados, como o Lago Titicaca (entre Peru e Bolívia), que liderou a categoria "Lagos, Rios e Cataratas" durante toda a votação on-line, e o arquipélago Fernando de Noronha.
  

Os vencedores serão anunciados em 2011 e, caso vença, o Brasil vai dividir o título com a Argentina (Cataratas do Iguaçu) e/ou com Venezuela, Suriname, Peru, Guiana, Guiana Francesa, Equador, Colômbia e Bolívia (Amazônia). Para dar uma "forcinha" para as representantes brasileiras, fomos atrás dos principais atrativos que elas oferecem. Confira e vote!

Amazônia
A maior floresta tropical e bacia hidrográfica do mundo tem uma série de quesitos que favorecem sua eleição. A biodiversidade e os inúmeros tipos de ecossistemas mantém 324 espécies de mamíferos, 2,5 mil de peixes e 1,8 mil de aves, além de plantas que não se encontra em nenhum outro lugar, sendo vista como um imenso laboratório vivo. O território brasileiro detém 60% da área da floresta - o restante é dividido entre sete países da América do Sul. Em 2008, a região recebeu quase 500 mil turistas.
  

Cataratas do Iguaçu
  

Tombada pela Unesco como patrimônio Mundial da Humanidade, as cataratas estão localizadas no Parque Nacional do Iguaçu, que recebeu 1,1 milhão de visitantes no ano passado. Dependendo da vazão do Rio, o número de quedas d"água varia de 150 a 300, com até 82 metros de altura. Além dela, somente uma queda de água chegou às finalistas: o Salto Angel, na Venezuela.
  

Imagine sobrevoar as cataratas de helicóptero ou fazer rapel com essa paisagem ao fundo. No Parque, o turista tem a opção de curtir a natureza praticando diversas modalidades de ecoturismo, como o arvorismo, escalada, rafting, trilhas ecológicas. Mas quem pensa que Foz limita-se apenas a seu principal cartão-postal, engana-se. O passeio chamado Macuco Safári leva o visitante a percorrer uma trilha de três quilômetros em um jipe até a plataforma do Rio Iguaçu, seguindo em um barco que chega a apenas cinco metros das Cataratas e vai rumo à Garganta do Diabo.
  

A região oferece noite animada e outras opções de passeios, como à mesquita árabe e ao templo budista, além da Usina de Itaipu - a maior hidrelétrica do mundo em produção de energia. Dentro do Complexo Turístico de Itaipu, o turista pode visitar o Ecomuseu, o Refúgio Biológico Bela Vista e também assistir à Iluminação da Barragem. Quem é adepto da jogatina, pode se aventurar em menos de 20 minutos nos cassinos das cidades vizinhas Ciudad del Este (Paraguai) e Porto Iguazu (Argentina).