A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Gazeta do Iguaçu - PR
Brasil garante bicampeonato na Canoagem
Tamanho da letra
27/07/2009

Os brasileiros João Vitor Martins e Poliana Aparecida de Paula confirmaram o favoritismo e venceram a Copa Sul-Americana de Canoagem Slalom, neste domingo, em Foz do Iguaçu. Os dois superaram atletas da Argentina e da Venezuela na categoria K1 Senior (homens e mulheres), considerada a principal do esporte.
 
Os resultados asseguraram aos brasileiros o direito de disputar o Mundial de Canoagem Slalom, que acontece em setembro, na Espanha. As vitórias garantiram ainda o primeiro lugar ao Brasil na competição, com 320 pontos, seguido pela Argentina, com 255 e Venezuela, com 20 pontos.
  
Com apoio da Itaipu Binacional, o evento reuniu durante todo o fim de semana cerca de 50 atletas da Argentina, Brasil e Venezuela, em disputas acirradas e emocionantes nas corredeiras do Canal Itaipu. Situada na área da usina, a pista é a primeira artificial da América Latina.
  
Democratização
A competição foi uma oportunidade de divulgar o esporte na região e promover a integração com a comunidade. Nos três dias de campeonato, nem mesmo a chuva e as baixas temperaturas afastaram o público formado basicamente por esportistas, moradores da cidade e comitivas de estudantes.
  
"Numa avaliação geral, o campeonato foi excelente ao trazermos atletas de alto nível e como preparativo para outras competições internacionais. Tivemos disputas acirradas numa superestrutura montada aqui em Itaipu (Binacional) e uma boa participação de público, principalmente jovens, que podemos amanhã ajudar a desenvolver o esporte", disse João Tomasini Schwertner, presidente da CBCA.
  
Equilíbrio e emoção
As finais garantiram disputas emocionantes na manhã e início deste domingo, entre brasileiros e argentinos, principalmente. O canoísta paranaense João Vitor Martins Machado aproveitou a experiência e o período de treinamento no Canal Itaipu, pela seleção brasileira de canoagem.
  
"As disputas estavam muito equilibradas e os argentinos estavam na nossa cola. Talvez um dos meus diferenciais, além do intenso treinamento, é claro, foi eu já conhecer o percurso e suas principais dificuldades, graças ao tempo que passamos por aqui", avaliou.
Já para a brasileira Poliana Aparecida de Paula valeu a dedicação dos treinos e o próprio nível dos competidores, que exigiu esforço redobrado durante as provas. "Com atletas tão fortes, precisei dar meu máximo em busca da vitória e graças a Deus deu certo", frisou.
Todos os resultados da competição podem ser encontrados no linkhttp://www.cbca.org.br/evento/resultados.php?id=178