A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

O Estado de São Paulo
Brasil e Argentina cogitam fazer hidrelétrica binacional
Tamanho da letra
29/08/2007

RIO - O secretário de Planejamento e Desenvolvimento do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, disse hoje que Brasil e Argentina poderão instalar uma hidrelétrica binacional em suas fronteiras, nos mesmos moldes da usina de Itaipu. A partir do mês que vem, um grupo de estudos iniciará um trabalho de 30 meses para determinar a viabilidade da obra.

 

"Com a experiência do projeto do Madeira, acreditamos que poderemos oferecer um impacto (ambiental) menor, com menor área alagada e menores quedas d'água", disse o secretário após participar do II Seminário de Energia Elétrica e Crescimento, promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) hoje no Rio.

 

Sobre a usina de Belo Monte, no sudeste do Pará, o secretário disse que a primeira etapa do complexo poderá ser leiloada em 2009. A usina, com previsão para gerar 5,5 mil MW numa primeira fase, está "bem encaminhada", segundo ele, para cumprir o cronograma previsto pelo governo federal e começar a gerar energia depois de cinco anos.