La mayor hidroeléctrica del mundo en producción de energía

Segurança do trabalhador
Tamaño de la letra

A complexidade das atividades desenvolvidas na Itaipu faz com que a empresa possua um programa específico de segurança e saúde dos trabalhadores, a fim de assegurar o bem-estar de empregados e prestadores de serviços.

Diferentes ações, como seminários técnicos, palestras, acompanhamento e fiscalização integrados com as empresas contratadas, diálogos de segurança, apresentação de vídeos e simulações de emergências, promovem a segurança nas atividades executadas dentro da Itaipu.

A Itaipu vê a segurança como parte integrante e inseparável do processo produtivo e, por isso, as diretrizes da empresa relativas ao tema estabelecem que todos os gerentes são responsáveis em todos os momentos pela segurança de seus colaboradores.

A ênfase na integração da segurança com o processo produtivo é demonstrada pelo trabalho de Análise Preliminar de Risco (APR),
desenvolvido em conjunto entre áreas executoras e a área de Engenharia de Segurança do Trabalho.

Realizado periodicamente nos diferentes segmentos da empresa, o processo de APR, além de gerar as Instruções de Segurança (IS), garante a participação ativa da maioria dos trabalhadores no desenvolvimento de uma forte cultura de segurança.

Um evento significativo na Itaipu é a Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (SIPAT), que reúne todas as áreas da empresa em torno da conscientização sobre o uso dos equipamentos de segurança e da prevenção de acidentes.

O Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho (28 de abril), também é marcado na Itaipu como uma data em que relevantes ações de segurança são anunciadas.

A Itaipu realiza periodicamente outros dois importantes trabalhos de prevenção. São eles os treinamentos de prevenção de combate a incêndios e o Plano de Ação de Emergência (PAE), que prevê exercícios simulados em situações emergenciais e prepara recursos e pessoal para enfrentá-las.

Outro trabalho permanente de segurança é todo o processo determinado pela NR10, a Norma Regulamentadora de Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade.  Uma determinação da Diretoria-Geral criou um grupo de trabalho especialmente para tratar deste assunto e as ações nesta área são muitas: treinamento de 80 horas de todo o pessoal com funções na área elétrica, além de reciclagens periódicas, testes em determinados Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e o Prontuário das Instalações, que proporciona a todos os empregados acesso rápido e fácil via intranet a todas as informações referentes à segurança no trabalho com
eletricidade.

Também são ações contínuas a produção de Normas Técnicas de Segurança (NTS), a emissão de Relatórios Técnicos de Segurança do Trabalho (RTST) com recomendações de correções de problemas e melhorias no ambiente de trabalho, além da atuação de campo dos técnicos de segurança emitindo Informes de Segurnaça do Trabalho cada vez que um risco é detectado.

A participação dos empregados é ativa na Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) onde representantes da empresa e dos empregados discutem problemas e encaminham propostas de soluções que, uma vez implantadas, contribuem significativamente para um trabalho mais seguro.

O resultado destas e outras iniciativas aparece ano-a-ano com a redução significativa dos acidentes.

Contenido Relacionado
No hay archivos disponibles.