A maior geradora de energia limpa e renovável do planeta

Unidades geradoras
Tamanho da letra

A Itaipu tem 20 unidades geradoras. A última unidade instalada começou a gerar energia em 2007.

Cada uma tem capacidade de 700 megawatts (MW), potência suficiente para abastecer uma cidade com 1,5 milhão de habitantes. Juntas, as 20 unidades geradoras somam 14 mil MW.

Para se ter idéia da potência da Itaipu, 12 de suas unidades seriam capazes de fornecer toda a energia consumida nos três Estados do Sul do Brasil. Ou, então, sete unidades atenderiam toda a demanda do Estado do Rio de Janeiro.

Cada unidade geradora é composta por um gerador, uma turbina e seus auxiliares. A turbina é formada por uma série de pás ligadas a um eixo acoplado ao gerador.

A pressão da água que entra na turbina, por meio do conduto forçado, produz um movimento giratório do eixo, o qual, por meio de um campo magnético induzido dentro do gerador, gera eletricidade.

Ou seja, a energia hidráulica é transformada em energia mecânica quando a água passa pela turbina, fazendo com que esta gire. No gerador, que está acoplado à turbina, a energia mecânica é transformada em energia elétrica.

Gerador


Quantidade 20 unidades
Freqüência 60 Hz 10 unidades
Freqüência 50 Hz 10 unidades
Potência nominal 50/60 Hz 823,6/737,0 MVA
Tensão nominal 18 kV
Número de pólos 50/60 Hz 66/78
Momento de inércia - GD2 320.000 t.m²
Fator de potência 50/60 Hz 0,85/0,95
Peça mais pesada – rotor 1.760 t
Peso de cada unidade 50/60 Hz 3.343/3.242 t

Turbina


Quantidade 20
Tipo Francis
Potência nominal unitária 715 MW
Velocidade de projeto – 50/60 Hz 90,9/92,3 rpm
Queda líquida de projeto 118,4 m
Vazão nominal unitária 690 m³/s
Peça indivisível mais pesada – rotor 296 t
Peso de cada unidade 3.360 t

Eixo da turbina

Diâmetro no corpo: 2.100 mm
Diâmetro no acoplamento: 3.700 mm
Comprimento total: 5.520 mm

Obs: O comprimento indicado acima é exclusivamente do eixo da turbina, ou seja, não considera o eixo do gerador ao qual o eixo da turbina trabalha acoplado.